menu Menu

Ensaio sobre O Livro de Horas de Rilke

O vôo onírico de Rilke em O Livro de Horas                                                                                                                                     «Aqui está um homem que decidiu ser um                                                                                    guerreiro solitário do poema.»                                                                                                    Rainer Maria Rilke [1]              A trilogia, que constitui O Livro de Horas[2], de Rainer Maria Rilke, consolida a viagem espiritual de Rilke, a par da maturidade poética, já bem visível em […]

Continuar leitura


Dois poemas inéditos

o cansaço alonga-senas ruas da cidadeexilada sem rios para desaguara dorroça as paredes das casase espraia-se nos bancosdos jardins não há notícia das chuvasnem dos bandos de corposque mastigavam a sede sobrevivem meia dúzia de janelasindefesase os acenos da memória o último habitante feriu-sequando tentou escalaros dias a Ricardo Reis Mestre quando a guerra terminarfarei […]

Continuar leitura



Página anterior Próxima página

keyboard_arrow_up